Notícias

22/11/2018 - Noticias
CIA usou satélites espiões para estudar localização da Arca de Noé...
por n3m3 - Tradução / adptação de PY4SM

 

 

 

 
 
 
 
 
 

 

CIA usou satélites espiões para estudar localização da Arca de Noé

A Arca de Noé conta a história do grande dilúvio bíblico que varreu os pecadores do mundo, poupando apenas Noé, sua família e alguns animais do mundo.

Se a Arca fosse encontrada, isso viraria a compreensão comum da história humana de cabeça para baixo, uma vez que ofereceria uma prova impressionante da cronologia estabelecida na Bíblia.

Daily Star Online agora pode revelar exclusivamente que espiões da CIA sondaram a localização suspeita da Arca, usando imagens de satélite do Monte Ararat.

Acreditam os estudiosos bíblicos que o Monte Ararat seja o lugar de descanso da Arca, depois do grande dilúvio, com alguns até mesmo afirmando terem encontrado os restos de uma gigantesca estrutura de madeira nesse pico da Turquia.

Arquivos anteriormente secretos da CIA revelam correspondência entre agentes e membros do Congresso dos EUA sobre uma busca coordenada pela Arca.

Pelo menos cinco conjuntos de documentos foram vistos pelo Daily Star Online, que detalham o envolvimento da CIA na caça à Arca de Noé.

Os chefes da CIA parecem desconsiderar pedidos de informação por indivíduos, como os congressistas norte-americanos Bob Wilson e Bill Archer e os senadores norte-americanos John Danforth e Barry Goldwater.

Mas os documentos implicam que a CIA usou imagens de satélite e fotografias aéreas para sondar o Monte Ararat em busca de qualquer vestígio da Arca de Noé.

Em correspondência entre o senador Goldwater e o diretor da CIA, Stansfield Turner, o chefe dos espiões revela que a agência havia ‘revisado cuidadosamente’ as evidências da Arca de Noé.

O chefe de relações públicas da CIA, Angus Thuermer, também admitiu, em correspondência com o congressista Wilson, que a agência “analisou o assunto com algum detalhe”.

Fotografia aérea e imagens de satélite têm sido o fio condutor entre todas essas aparentes sondas para a Arca de Noé.

Fotos tiradas pelos jatos espiões Lockheed U-2 e os satélites de reconhecimento KH-4 foram considerados quando se olha para o Monte Ararat.

As imagens reais detalhadas nos documentos são constantemente mencionadas como sendo secretas, com a CIA negando qualquer acesso externo a elas.

Uma correspondência marcada como “secreta” – na qual tanto o destinatário quanto o escritor foram expurgados da versão desclassificada – confessa que imagens de satélite dos satélites do KH-4 são “de pouca utilidade” na caça à Arca, devido à cobertura de nuvens.

Não está claro quanto tempo e esforço os chefes da CIA colocaram na investigação da Arca de Noé, mas esses documentos mostram que uma investigação foi realizada pela maior agência de inteligência do mundo.

CIA: Documentos desclassificados revelam o envolvimento do governo dos EUA com a pesquisa da ArcaO Monte Ararat é uma montanha vulcânica com 5.130 metros de altura na Turquia e há muito tempo é considerada a possível localização da Arca de Noé por alguns cristãos.

A Arca de Noé aparece no livro bíblico de Gênesis e teria navegado nos mares de uma inundação que cobriu o mundo por 40 dias, antes de pousar nas “montanhas do Ararat”.

As águas desaparecem e Deus promete nunca mais destruir o mundo com uma inundação, depois de um sacrifício de Noé.

Geólogos e historiadores acharam o mito do dilúvio irreconciliável com a compreensão moderna da idade do mundo, do registro fóssil e da história mundial. No entanto, os estudiosos cristãos continuam a caçar evidências da Arca, que se diz ser um navio de madeira de 135 metros de comprimento, 29 metros de largura e 10 metros de altura.

Outras histórias bíblicas continuam sondadas, e no mês passado a primeira evidência do Êxodo foi encontrada em Israel.

Monte Ararat: Fotos aéreas modernas do suposto local de descanso da Arca de Noé

O Centro Nacional de Interpretação Fotográfica (de sigla em inglês, NPIC) do departamento da CIA viu enviou analistas para visitarem uma exposição do explorador francês Fernand Navarra.

Navarra alegou ter encontrado provas da Arca de Noé na montanha, inclusive uma viga de madeira de 1,5 metros.

Os analistas do NPIC foram ver uma outra apresentação de Navarra em Washington D.C, que alegou ter conseguido um fragmento de madeira da Arca.

Os documentos detalham que “não encontraram nada que pudesse ajudar nos seus esforços de busca”.

E também revela que os chefes do NPIC foram encarregados de comparar uma suposta foto terrestre da Arca, a qual lhes foi mostrada pelo oficial de inteligência, Capitão Howard Schue.

Documentos da CIA descobertos pelo Daily Star Online afirmam repetidamente que não tiveram sucesso em encontrar qualquer evidência da Arca no Monte Ararat.

Um documento – que também tem destinatário e remetente removidos – fornece uma avaliação clara da posição da CIA.

Datada em 7 de fevereiro de 1994, diz:

Negamos consistentemente solicitações de imagens devido a considerações de classificação.

A documentação também sugeriu que nunca fomos capazes de identificar conclusivamente a Arca de Noé.

Não temos nenhuma ação em curso para rever outros registros ou realizar pesquisas adicionais para Arca de Noé na região do Monte Ararat.

O diretor da CIA, Turner, também escreveu em sua resposta ao senador Goldwater:

Fomos solicitados em várias ocasiões, se pudéssemos determinar se havia restos da Arca no Monte Ararat.

Como resultado, revisamos cuidadosamente a fotografia da área, mas não encontramos nenhuma evidência da Arca.

O astronauta da NASA James Irwin – uma das oito pessoas que caminharam na Lua – também solicitou informações da CIA sobre a Arca.

Ele também foi informado de que “nenhuma evidência” da Arca foi encontrada na fotografia aérea pelo NPIC…

  • (31) 3309-1721
© 2016 LABRE-MG - Todos os direitos reservados