Notícias

09/09/2019 - Noticias
Seis asteroides passarão perto da Terra em “curto” intervalo...
por NASA - ABC / Tradução e adaptação de PY4SM - Marcus

 

 

 

* Conteúdo da matéria com veracidade comprovada, de fontes originais fidedignas. 

asteroides passarão perto da Terra

Os seis sobrevoos nas proximidades ocorrerão no período de apenas dois anos, a partir de junho de 2027.

Em uma palestra dada na Conferência de Defesa Planetária da Academia Internacional de Aeronáutica (College Park, Maryland – EUA), Lance Benner, especialista de radar do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, mostrou oportunidades de estudo que esta sequência de ventos representa.

Banner disse:

Os seis asteroides começarão a se aproximar no verão (do hemisfério norte) de 2027. E depois disso, vai ser bang, bang, bang! Bem, não literalmente ‘bang’, mas todos eles virão em um tempo muito curto, cerca de dois anos, os quais serão muito interessantes.

Nenhum desses asteroides está em um caminho que os levará a interceptar a Terra, mas eles chegarão perto o suficiente para que os cientistas possam dar uma boa olhada nele.

De fato, três deles serão visíveis com binóculos e um, chamado Apophis – o último a passar – será visível a olho nu.

O maior asteroide do lote será o primeiro a passar: 1990 MU, que mede cerca de 2,8 quilômetros. Dois outros asteroides passarão mais perto da Terra do que a órbita lunar.

Durante as seis abordagens, os cientistas podem coletar dados que nos permitirão elaborar mais detalhes sobre a velocidade, rotação e formato dessas rochas espaciais.

Devemos estar preparados

Embora estes asteroides – se mantiverem suas respectivas trajetórias – não representam um perigo para o nosso planeta, o administrador da NASA Jim Bridestine acha que a humanidade deve estar preparada e começar a levar a sério a ameaça que existe no que diz respeito a que podemos ser afetados pela queda de um desses objetos.

Durante a Conferência de Defesa Planetária, Bridestine apontou que, por causa dos filmes, as pessoas tomam essa situação ‘humoristicamente’ ou simplesmente não acreditam que isso possa realmente acontecer.

Ele disse:

Em vez disso, as pessoas devem estar preparadas para enfrentar algo assim em algum momento da vida.

Temos que ter certeza de que as pessoas entendem que isso não é sobre Hollywood, não é sobre filmes. Em última análise, trata-se de proteger o único planeta que conhecemos, agora mesmo, para abrigar a vida e o planeta Terra.

Este alerta surge quando a NASA se prepara para um hipotético ‘Dia do Júízo Final’, ensaiando o que aconteceria se um asteroide de dimensões consideráveis ​​tivesse uma trajetória de impacto contra a Terra…

  • (31) 3309-1721
© 2016 LABRE-MG - Todos os direitos reservados