Notícias

10/07/2019 - Noticias
China desenvolve "Sol artificial' que poderá produzir energia limpa ilimitada...
por Science News / PY4SM - Marcus

 

 

A China está trabalhando em um revolucionário dispositivo: o Supercondutor Avançado Tokamak (EAST), projeto que pretende colocar para funcionar um autêntico “Sol artificial”. Trata-se de uma poderosíssima central energética, situada na província oriental de Anhui, que deve ser concluída em 2019.

Já em 2017, os ensaios preliminares elevaram o projeto à primeira instalação do mundo capaz de suportar as condições necessárias para a fusão nuclear, durante mais de 100 segundos. Em novembro de 2018, o dispositivo alcançou uma temperatura de 100 milhões de graus Celsius, ou seja, sete vezes maior que a do núcleo solar.

O dispositivo é projetado para acionar um processo de fusão nuclear, emulando a fonte da energia solar. O sol é um reator natural de fusão onde a nucleossíntese estelar transforma elementos mais leves em elementos mais pesados com a liberação de enormes quantidades de energia. 

Alcançar uma temperatura iônica acima de 100 milhões de graus é um feito e tanto. Outros desafios incluem conter o processo de fusão dentro de um espaço seguro e confinado por um período de tempo sustentável. Caso se mostre eficiente, o equipamento  poderia servir de modelo para futuros reatores de fusão nuclear, trazendo o sonho da energia limpa ilimitada um passo mais próximo da realidade. 

 

  • (31) 3309-1721
© 2016 LABRE-MG - Todos os direitos reservados